Skip to content
cvv

Com mais de mil anos, este castanheiro de 21 metros de altura e um tronco com perímetro de 14 metros é a Árvore Portuguesa de 2020 e está a medir forças durante este mês de fevereiro com mais quinze árvores de outros tantos países.

As votações decorrem até ao próximo dia 29 de fevereiro e para votar tem de selecionar duas árvores, confirmando o voto através de uma hiperligação que rececionará na respetiva conta de correio eletrónico.

Quando chegámos ao souto Fernando Marques estava a plantar um castanheiro que dista vinte metros do milenar Castanheiro de Vales, a árvore eleita para representar Portugal no 10º Concurso Europeu de Árvore do Ano.

O produtor está a plantar vários exemplares para dar continuidade à espécie de castanheiro na aldeia de Vales, freguesia de Tresminas, concelho de Vila Pouca de Aguiar. O Castanheiro dos Vales consegue produzir duas qualidades de castanha, a côta e a longal que são as mais típicas desta região, totalizando uma produção de cerca de 250 kg deste fruto de outono.

A organização do concurso nacional está entregue à UNAC – União da Floresta Mediterrânica que, no próximo dia 14 de fevereiro, irá deslocar-se ao local do Castanheiro de Vales para proceder à entrega do prémio nacional que valoriza o património natural e que contribui para o desenvolvimento da comunidade local.

O Castanheiro de Vales está classificado como Árvore de Interesse Público pelo ICNF – Instituto de Conservação da Natureza e da Floresta sendo considerada uma «das árvores mais grossas de Portugal», dentro da sua espécie, Castanea Sativa Miller.