Estreia de produção de amêndoa no concelho

Mais de cinco mil amendoeiras estão a ser plantadas no concelho de Vila Pouca de Aguiar, que recebe pela primeira vez produção intensiva de amêndoa. São mais de treze hectares de terreno para a instalação de milhares de árvores em que a semente do seu fruto é a amêndoa.

No concelho, há cerca de uma dezena de novos produtores que se estreia na produção deste fruto seco de cor creme, coberto por uma pele fina acastanhada e envolvido numa casca dura. Devido à quantidade elevada de gordura que contém, a amêndoa é muito apreciada pelo sabor, versatilidade culinária e propriedades nutricionais. É rica em fibra, é proteica e uma ótima aliada na dieta por ter gordura insaturada e ajudar a reduzir a gordura abdominal.

O Município de Vila Pouca de Aguiar, através do Gabinete de Apoio ao Agricultor, tem promovido sessões de esclarecimento sobre frutos secos e visitas de trabalho junto dos agricultores em todo o concelho para os esclarecer das oportunidades, dificuldades e rentabilidade das culturas, entre as quais, se encontram os frutos secos como a castanha, a amêndoa, a avelã, o pinhão ou a noz.

Em Tresminas, a Junta de Freguesia cedeu cerca de quarenta hectares de terreno aos compartes dos baldios que administra e os produtores estão a dedicar-se à plantação de vários frutos secos.

Valorizados no mercado nacional e internacional, os frutos secos são de fácil cultivo, mecanizáveis e rentáveis. Devido às condições edafoclimáticas, desde fatores do meio à influência dos solos nos organismos do reino vegetal, a fileira dos frutos secos pode vir a ser bem-sucedida no concelho aguiarense.

Principais eventos no concelho em 2019

O ano de 2019 promete trazer muitas atividades destinadas à comunidade, em especial no período estival, uma altura em que se verifica um aumento significativo da população na região.

“Em janeiro saltinho de carneiro”! O ano começa com grupos de pessoas a desejarem – cantando e tocando – bom ano às pessoas com os cantares a estenderem-se até ao final do mês; o XVII Encontro de Cantadores de Janeiras, promovido pelo Município, está agendado para a noite de 26 de janeiro no Cineteatro Municipal.

O inverno conta com atividades socioculturais associadas aos desfiles de carnaval e, a nível socioeconómico, haverá uma edição da Feira dos Stocks.

Com o avançar do ano, a duração dos dias é cada vez maior e haverá uma multiplicação de atividades socioeconómicas e de lazer, através de parcerias que o Município impulsiona com coletividades regionais.

A primavera contribuirá para aumentar o espirito contemplativo nas pessoas, desde logo pelo contacto com a natureza através de percursos pedestres, btt e outras atividades ao ar livre. É também por esta altura que irá decorrer a Semana Santa até ao dia de Páscoa (21 de abril).

Depois das comemorações do 25 de Abril e de encontros impulsionados pelas maias, entraremos no período estival.

A 21 de junho iniciará a VPA CUP, torneio de futebol juvenil que decorrerá em dois períodos (entre os dias 21 e 23, destinado aos escalões sub 11 e sub 13 e entre os dias 28 e 30 dirigido ao escalão sub 15).

É também no dia 26 de julho que começa em Vila Pouca de Aguiar a Expogranito com mostra de mobiliário urbano até ao dia 10 de agosto.

O festival Dá-te Fest decorrerá na lagoa, Alvão, a 31 de julho e 1 de agosto. No dia seguinte, e até dia 4 de agosto, decorrerão as Festas da Vila e do Concelho. E no dia 5 de agosto, será a vez da Grande Festa do Emigrante.

O Concurso de Saltos Internacional ** no Centro Hípico de Pedras Salgadas será nos dias 9, 10 e 11 de agosto.

De 16 a 18 de agosto, a Feira do Mel e do Artesanato em Pedras Salgadas promete uma forte adesão popular e mediática a esta vila termal.

Findo o verão, haverá a tradicional Feira das Cebolas (24 e 25 de setembro) considerada a grande festa do mundo rural. E já com o outono em curso virá a Mostra Gastronómica em que as iguarias para apreciar de 1 a 3 de novembro. O ano de 2019 não terminará sem surgir a Natalândia com animação comercial e cultural ao longo do mês de dezembro.

XVII Encontro de Cantadores de Janeiras será no próximo dia 26 de janeiro

O Cineteatro Municipal irá receber no próximo dia 26 de janeiro, 21 horas, vários grupos culturais que participarão no XVII Encontro de Cantadores de Janeiras, promovido pelo Município. A entrada é livre.

O encontro de convívio contará com a participação especial da companhia Filandorra – Teatro do Nordeste na dinâmica sociocultural de uma noite dedicada às janeiras.

Os grupos que participarão no XVII Encontro de Cantadores de Janeiras serão os seguintes: Grupo de Cantares da Associação Cultural, Recreativa e Social do Alvão; Grupo de Cantares Aguavelames – Associação Recreativa, Cultural, Desportiva e Assistencial do Avelames; Grupo de Cantares do Grupo Desportivo, Recreativo e Cultural de Raiz do Monte; USTAG – Universidade Sénior das Terras de Aguiar; Grupo de Cantares da ACREPES – Associação Cultural, Recreativa e Estudantil de Pedras Salgadas;

A Associação São Tomé da Gralheira irá assegurar um serviço de merenda regional aos elementos que participarem neste encontro sociocultural.

Voluntários pela conservação da serra do Alvão

Nós somos o que fazemos. Esta premissa é utilizada pelos voluntários do projeto Volunteer Escapes nas várias atividades destinadas à conservação da natureza.

Estão a ser realizadas várias atividades junto às localidades de Afonsim e Castelo, bem como nas áreas envolventes à lagoa, no Alvão.

O projeto visa capacitar jovens voluntários oriundos de vários países para atividades em Portugal através de trabalho prático com proteção ambiental.

Identificação de espécies de flora invasoras, plantação de espécies autóctones e manutenção de áreas plantadas, restauro de linhas de água, gestão de percursos pedestres e recuperação de galerias ripícolas são alguns dos trabalhos a desenvolver nos próximos dois anos.

A Serra do Alvão no Município de Vila Pouca de Aguiar e o Parque Natural de Sintra-Cascais são as áreas de Rede Natura 2000 de desenvolvimento do projeto.

O projeto aprovado pelo programa Life é promovido pelo Corpo de Solidariedade Europeu e coordenado pela Associação de Conservação da Natureza e conta com vários apoios privados e públicos, nomeadamente com o cofinanciamento do município aguiarense em atividades locais.

 

Imagem da autoria do projeto

Proteção Civil Municipal lembra cuidados a ter com o período invernal

A Proteção Civil Municipal (PCM) lembra que no período invernal há a persistência de valores baixos da temperatura mínima (IPMA com aviso meteorológico até à próxima quarta-feira, 10 de janeiro).

A Proteção Civil de Vila Pouca de Aguiar recomenda vários cuidados a ter durante o tempo frio, com dicas em várias áreas (habitação, vestuário, alimentação, exercício físico, higiene, viagem e ar livre).

PCM alerta que é importante que as pessoas estejam vigilantes, em especial junto de familiares e vizinhos em situação de maior isolamento, recordando o número de emergência (112).

Habitação:

– Verifique os equipamentos de aquecimento da sua casa. Se tiver lareiras, recuperadores e outros sistemas de aquecimento instalados verifique se os mesmos estão a funcionar devidamente e em segurança.

– Mantenha a casa arejada, abrindo um pouco a janela/porta para evitar acumulação de gases. Promova boa circulação de ar, principalmente durante a noite, não fechando completamente os aposentos mas evitando correntes de ar frio;

– Calafete janelas e portas para evitar a entrada de ar frio e a saída do calor acumulado, de forma a manter a temperatura da sua casa entre os 19ºC e os 22ºC, para o efeito instale um termómetro em local visível;

– No caso de se prever a aproximação de um período de grande frio ou neve forte, faça as suas compras alimentares e outras que cheguem para um período de dois a três dias para evitar ter de sair de casa. Verifique ainda a necessidade de botijas de gás suplementares;

– Verifique se tem medicamentos suficientes;

– Evite dormir/descansar muito perto do aquecimento;

– Não fique descalço no chão frio ou molhado por muito tempo;

– Poupe energia: desligue os aparelhos elétricos quando não estiver em casa. Utilize-os de forma criteriosa devido ao risco de sobrecarga do quadro;

– A utilização de botijas de água quente deve ser feita sempre sob vigilância para evitar o risco de queimadura.

Vestuário:

– Cubra as extremidades (mãos, pés, cabeça);

– Use roupas folgadas e calçado adequado à temperatura ambiente, protegendo as extremidades;

– Não use roupas justas: dificultam a circulação sanguínea. Use várias camadas de roupa em vez de uma única muito grossa. Use roupas de algodão e fibras naturais.

Alimentação:

– Coma com mais frequência: encurte as horas entre as refeições. Coma mesmo que não sinta muita fome, em especial sopas e bebidas quentes (leite, chá). Se a sua saúde o permitir, inclua na sua alimentação alimentos calóricos como chocolates, azeite, frutos secos;

– Evite bebidas alcoólicas – causam aquecimento mas provocam vasodilatação com perda de calor e arrefecimento do corpo;

– Comer alimentos ricos em vitaminas e sais que protegem contra infeções;

– Abstenha-se de produtos nocivos como o cigarro, bebidas alcoólicas e drogas.

Exercício físico:

– Deve manter a prática de exercício físico: aumenta a produção de calor e a circulação de sangue;

– Não fazer exercício físico intenso ou ao ar livre e evite arrefecer com a roupa transpirada no corpo;

– Faça pequenos movimentos com os dedos, os braços e as pernas: evitam o arrefecimento do corpo;

– Continue a beber água durante a atividade física para evitar a desidratação.

Higiene:

– Mantenha a higiene pessoal;

– Tome banho com água morna: água muito quente remove a camada protetora natural da pele;

– Mantenha a pele hidratada: hidrate todo o corpo não esquecendo mãos, pés, cara e lábios;

– Quando tomar banho, embrulhe-se na toalha e/ou tenha a sala aquecida;

– Aumente a capacidade de enfrentar o frio, através da exposição controlada ao frio, utilizando duches frios inicialmente rápidos, após o banho quente. Depois aumente o tempo de banho frio, à medida que for se acostumando.

Viagem:

– No caso de andar de carro tenha em conta que pode ficar bloqueado;

– Previna-se: leve roupas quentes, mantas e roupa para troca, bem como comida e bebidas quentes num termo;

– Tenha um mapa à mão;

– Evite viajar sozinho de automóvel;

– Ligue o aquecimento do veículo 10 minutos em cada hora e baixe os vidros uns milímetros para arejar;

– Observe o tubo de escape para ver se não está tapado, evitando o risco de envenenamento por monóxido de carbono;

– Se o carro bloquear, coloque uma manta brilhante na antena do veículo para chamar a atenção, cubra o corpo com mantas e mantenha-se desperto.

Ar livre:

– Quando a temperatura baixa muito e se há muito vento, procure um local baixo e abrigado;

– Se tiver que sair, faça-o de forma breve, protegendo-se com roupa adequada não apertada;

– Procure manter-se seco dado que o corpo arrefece rapidamente com a humidade;

– Se tiver que realizar trabalho com muito esforço, proteja-se com roupa adequada e vá doseando o esforço;

– Evite caminhar sobre o gelo devido ao risco de lesões por queda.

Contra que o posto de GNR seja «um mero balcão de atendimento»

Os deputados municipais aprovaram por unanimidade uma moção contra o atual funcionamento do posto de Guarda Nacional Republicana em Pedras Salgadas.

Para o presidente da Câmara Municipal, Alberto Machado é fundamental que o Estado preserve bens e serviços públicos, o que não está a ser feito como se verifica com o funcionamento do posto de segurança na zona Norte do concelho levando ao aumento da criminalidade.

A moção “Falta de segurança da população aguiarense face à reestruturação dos serviços do posto de GNR de Pedras Salgadas” sublinha que a população vive em constante sobressalto, sentindo-se desprotegida, abandonada e com medo, receando pela sua segurança pessoal e a dos seus bens.

Este novo alerta vem na sequência de uma onda de assaltos na zona Norte do concelho que se verificou em dezembro e que acontece após a reestruturação de serviços no passado mês de junho levada a cabo pelo comando distrital de Vila Real. Desde o Verão passado que essa reestruturação levou a que o posto de Pedras Salgadas seja «um mero balcão de atendimento», funcionando das nove às 17 horas.

A moção “Falta de segurança da população aguiarense face à reestruturação dos serviços do posto de GNR de Pedras Salgadas” agora aprovada (Assembleia Municipal de 21 de dezembro de 2018) evoca outra similar de 29 de junho de 2018 que já alertava para esse grande receio da população, em especial dos cinco mil habitantes das freguesias de Bornes de Aguiar, Bragado, Capeludos, Sabroso de Aguiar, Vreia de Bornes, Valoura e da União de Freguesias de Pensalvos e Parada de Monteiros.

Réplica de Guerreiro de Capeludos

Já está em fase de execução uma réplica da estátua do Guerreiro Celta de Capeludos, que está a ser efetuada num atelier portuense.

O valor da réplica de uma estátua antiquíssima é de cinco mil euros, financiada pelo Ministério da Cultura e conta com o apoio do Município.

Uma comitiva de aguiarenses já se deslocou às instalações da empresa MCMaquetes, que está a executar a réplica (imitação é com granito da nossa região e o material inclui poliésteres e resina para película protetora); o acompanhamento está a ser efetuado por Armando da Silva, da Faculdade de Letras da Universidade do Porto.

Podendo ser do segundo século a.C., o Guerreiro Celta de Capeludos foi doado pelo padre José Rafael Rodrigues, em 1902, a Martins Sarmento, fundador do Museu Nacional de Arqueologia. A estátua encontra-se na sala principal, sendo um importante tesouro nacional.

Andebol no concelho aguiarense

O Município de Vila Pouca de Aguiar, através do presidente Alberto Machado e a Federação de Andebol de Portugal, estando presentes o vice-presidente, Augusto Silva, coadjuvado pelo presidente da Associação de Andebol de Vila Real, Adriano Tavares, celebraram protocolo para a realização de um Plano de desenvolvimento do andebol no concelho aguiarense.

Os representantes das entidades comprometem-se a promover a prática do andebol à população jovem do concelho.

Com a entrada do protocolo em vigor, a partir de 13 de dezembro, o Município dá apoio nas instalações, materiais e divulgação de atividades e a Federação realiza ações de formação, apoia docentes de educação física, bem como na filiação de clubes de andebol e na criação de escolas, desde direção técnica, operacionalização, e dota os instrutores de bolas e balizas adaptadas aos alunos do primeiro ciclo.

Em modo de estreia, realizou-se um Festand em que 170 alunos do 3º e 4º anos do 1º ciclo do concelho, no âmbito das AEC – Atividades Extra Curriculares, praticaram andebol.

Reunião de Câmara nos Paços do Concelho

A última reunião de Câmara de 2018 nos Paços do Concelho realizou-se esta quarta-feira, 13 de dezembro, com uma agenda de quarenta pontos que mereceram a devida apreciação em plenário.

Um dos assuntos da ordem do dia foi o das Grandes Opções do Plano e Orçamento para 2019 com o presidente da Câmara, Alberto Machado a referir que «é um bom orçamento que possibilita o incremento agropecuário e industrial» e relevou ainda a transferência de cerca de um milhão de Euros paras as Juntas de Freguesia. O autarca agradeceu a participação dos vereadores da oposição. O ponto foi aprovado por maioria.

Entre as quatro dezenas de pontos, foram abordadas propostas relativas a celebração de contratos-programa com diversas entidades, fixação de taxas para 2019, apoios sociais, protocolos com as freguesias, entre outros.

Nas deliberações para 2019, verifica-se a fixação de taxas mínimas do Imposto Municipal sobre Imóveis (rústicos com 0,8% e urbanos, de 0,3 a 0,45%) com redução em habitação permanente mediante os elementos do agregado familiar; taxa de 5% para os rendimentos dos sujeitos passivos (IRS); derrama com isenção a empresas que faturem até 150 mil Euros e de 1, 5% sobre os lucros para as empresas que faturem acima desse valor.

Ainda para 2019 uma imposição da ERSAR – Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos levará a uma revisão do tarifário de abastecimento de água, saneamento e resíduos. O autarca Alberto Machado referiu que Vila Pouca de Aguiar tem a água mais barata do Alto Tâmega.

A reorganização dos serviços municipais e mapa de pessoal, a supressão de contas da autarquia na Caixa Geral de Depósitos e a implementação de transportes públicos no Alto Tâmega também obtiveram deliberação camarária. A próxima reunião de Câmara será descentralizada estando prevista para 27 de dezembro.

Regressou à aldeia e dá a conhecer a região

Nasceu em França, cresceu em Portugal e viveu noutros países nos continentes europeu, africano e asiático.

Depois de praticamente ter dado a volta ao mundo, Cristina Machado regressou ao concelho de Vila Pouca de Aguiar e em especial à aldeia de Fontes onde se fez menina e mulher.

É neste concelho transmontano onde vive com o seu marido (que conheceu além fronteiras) e filhos, que se dedica ao ensino, à tradução e à escrita.

O seu mais recente livro, Perpétua da Roda, retrata a vida de uma menina que, com apenas quatro dias, será levada para o hospício de Santa Clara.

Na região, a Roda – dispositivo que permitia a recolha de crianças órfãs ou abandonadas, ao abrigo do anonimato – funcionava no Convento de Santa Clara (atualmente, tribunal de Vila Real).

A escritora tem vindo a deslocar-se pelo país para dar a conhecer este romance, tendo recentemente sido apresentado no concelho aguiarense.