Entre as serras do Alvão e da Padrela surge a capital do granito, Vila Pouca de Aguiar, conhecida desde os primórdios da nacionalidade como terras de Aguiar de Pena, a sua ocupação remonta à época megalítica. Só nos finais do século III a. c. começa a colonização romana em território nacional no que diz respeito à exploração mineira, no complexo mineiro das Tresminas, uma das mais importantes explorações de ouro do Império Romano. Aqui decorreu, durante aproximadamente 250 anos, uma intensa exploração mineira a céu aberto, a qual se poderá visitar, com a ajuda do centro interpretativo que aí foi criado.
Pode percorrer este património natural através dos vários percursos existentes na rede Aguiar Nature. O Castelo de Aguiar da Pena, de onde se pode ter uma excelente panorâmica do Vale de Aguiar. No parque natural do Alvão, o Miradouro do Minhéu a 1200m de altitude proporciona uma visão alargada sobre concelhos limítrofes e a vizinha Espanha, a barragem da Falperra é um grande espelho de água que proporciona excelentes momentos dedicados à pesca e às actividades náuticas. Nas fontes do parque termal de Pedras Salgadas pode usufruir dos benefícios das suas águas medicinais.
Os produtos tradicionais são uma constante, a castanha, o mel, os cogumelos, o cabrito bravio entre outros definem a gastronomia tradicional, tudo isto é dado a conhecer no Museu Municipal de Vila Pouca de Aguiar.