Alto Tâmega é a Comunidade Intermunicipal do Norte de Portugal em que os empresários menos se candidatam aos fundos europeus.

Para contrariar esta situação, a CIMAT – Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega e os Municípios de Vila Pouca de Aguiar, Boticas, Chaves, Montalegre, Ribeira de Pena e Valpaços estão a chegar às 3.600 empresas deste território para incentivar os empresários a aproveitar a quebra de algumas barreiras que leva a um melhor acesso ao Sistema de Incentivos do Portugal 2020 para Internacionalização das PME – Pequena e Média Empresa.

Esta medida permite que quem representa uma empresa tenha acesso a ações de promoção e marketing, marque presença em certames internacionais e aceda a novos mercados.

O presidente da Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, Alberto Machado e o Secretário Executivo da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega, Ramiro Gonçalves estiveram numa primeira reunião, a 18 de fevereiro, que juntou representantes de setores da economia local para promover o contacto permanente e encontrar parceiros para integrar uma ou mais candidaturas tendo em visto internacionalizar o território do Alto Tâmega.

Em Vila Pouca de Aguiar, agricultura, água, comércio, granito e floresta são áreas de identificação prioritária em que os representantes socioeconómicos irão procurar pessoas que tenham ideias e queiram avançar com projetos para dar dimensão a produtos endógenos do Alto Tâmega.