Skip to content

A versão sobre o futuro das termas que nos é referida por Pedro Cantista e a incorporação de valor no produto termal aprofundada por Maria José Alves integram o painel Água e Termas, moderado por Alberto Machado. O presidente da autarquia aguiarense relevou a centralidade que a água adquiriu no desenvolvimento dos territórios.

O II Aqua Fórum do Alto Tâmega que decorreu a 6 de dezembro, em Vidago, procura potenciar a água nas vertentes energia, agricultura, turismo de natureza e termalismo.

Segundo o presidente da associação internacional de hidrologia médica, há um futuro para o Alto Tâmega como Região Termal (educação, informação, comunicação, cultura social da água, sistema e turismo de saúde, etc.). E que também passa, segundo a especialista da associação Aquavalor, por valorizar o produto termal com a implementação de várias medidas (exemplos: criar novas oportunidades de negócio, aumentar o período de funcionamento dos balneários termais, sensibilizar classe médica e comunidade escolar, etc.)

 

Skip to content