Vila Pouca de Aguiar vai ter uma Equipa de Intervenção Permanente (EIP) para garantir uma prontidão na resposta às ocorrências de socorro à população.

A EIP será integrada na Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários e deverá ser constituída por cinco elementos.

A Associação Nacional de Proteção Civil e a Câmara Municipal comparticipam em partes iguais nos custos decorrentes da remuneração dos elementos da respetiva equipa.

Em reunião de Câmara (22 de março), foi já aprovado por unanimidade um protocolo com a ANMP e a AHBV que estabelece as condições de contratação e financiamento da equipa de intervenção.

A EIP fará “intervenções de socorro às populações e de defesa dos seus bens”, designadamente em caso de incêndio, inundações, desabamentos e outras intervenções no âmbito da proteção civil.