O relatório da Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Norte apresenta a Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar como a melhor na realização e execução do quadro comunitário do Norte 2020, sendo o único Município da Comunidade Intermunicipal do Alto Tâmega a apresentar uma taxa de execução superior a 50%, apresentando uma taxa de execução de 61,4% e realização de 79,2%.

Emitido a 31 de agosto de 2019, esse relatório da CCDR-N faz um ponto de situação relativo à execução global do Investimento Territorial do Programa Operacional Regional do Norte, reconhecendo o trabalho efetuado pelo Município de Vila Pouca de Aguiar na execução das candidaturas previstas.

Neste âmbito, estão consideradas as candidaturas enquadráveis no pacto para o desenvolvimento e coesão territorial, no plano de ação para a regeneração urbana, no plano ação de mobilidade urbana sustentável, património cultural e eficiência energética.

O documento mostra ainda que é a Comunidade Intermunicipal do Alto Minho que lidera com uma taxa de realização de 75% e de Execução de 51,3%. A CIM do Alto Tâmega está na 3.ª posição, entre as oito CIM, com uma taxa de realização de 41,8% e de execução de 29,5%.

Entre os projetos candidatados recentemente refira-se, por exemplo, o melhoramento da eficiência energética da iluminação pública, a Loja do Cidadão ou a aquisição de veículos elétricos. E em carteira há ainda uma dezena de projetos em preparação para candidaturas em áreas tão diversas como a cultura, indústria, regeneração urbana e proteção civil.

Na recente edição do Rating Municipal Português pela Ordem dos Economistas, já é reconhecido o aproveitamento dos fundos europeus pelo concelho de Vila Pouca de Aguiar que figura no top 10 nacional.