Skip to content

A redução da dívida passou de 5,9 milhões de euros para 1,5milhões de euros e a fornecedores de 4,8 milhões de euros para 535 mil euros. Para o presidente da Câmara Municipal, Alberto Machado é crucial que o Município tenha uma forte sustentabilidade financeira que é a melhor forma de não hipotecar a geração vindoura. Neste sentido, a promoção do emprego, a sustentabilidade e a preocupação ambiental estão na base da proposta do Orçamento Municipal para 2020.

As Grandes Opções do Plano e de Orçamento Municipal para 2020 espelham, por um lado, a vontade do executivo em «continuar a consolidação financeira da autarquia» e, por outro, «apostar em setores estratégicos como incentivo ao desenvolvimento industrial».

Nas opções para o próximo ano, o executivo decidiu reduzir em atividades diversas como, por exemplo restringir em 16% as despesas relativas com eventos e festas e, em contrapartida, investir na fixação de mão-de-obra e criação de emprego, através do reforço na agricultura, floresta e ambiente, incluindo projetos de desenvolvimento agrícola bio sustentáveis, agroindustriais e florestais. O executivo pretende ainda que em 2020 seja dada prioridade aos investimentos industriais e de criação do próprio emprego, bem como assegurar o apoio às juntas de freguesia e às coletividades aguiarenses.

A Assembleia Municipal reuniu e aprovou os respetivos documentos financeiros a 20 de dezembro de 2019.

Skip to content