Vila do Conde é uma terra viva! Vimos muitas pessoas da aldeia “e de fora” a juntarem-se a 10 de novembro na antiga escola primária, agora jardim de infância, desta aldeia transmontana para assistirem à peça de teatro “Pó” integrada no projeto O Teatro e as Serras, um dos vencedores do Orçamento Participativo Português.

A peça nasceu de testemunhos recolhidos junto das comunidades locais e de excertos da obra “Pedro Páramo” do escritor mexicano Juan Rulfo. Em Vila do Conde, no centro social e comunitário de Nossa Senhora de Fátima, presidido por José Diegas, foram recolhidos alguns dos depoimentos para a peça da Peripécia Teatro que, neste concelho, contou com o apoio logístico da Freguesia de Valoura, liderada por Paulo Santos, e do Município, que esteve representado pela vereadora da cultura, Ana Rita Dias.

“Pó” é uma nova criação da Peripécia Teatro que aborda a temática da desertificação que inclui memórias de quem vive nessa região e que personagens interpretadas pela atriz Sónia Botelho acompanhada pelo ator e músico Vítor Hugo Ribeiro vão soltando sons e sussurros. As vozes de aldeãos como Maria da Livração (Vila do Conde) e José Teixeira (Padrela) conferem mais autenticidade a este projeto artístico descentralizador.

A atriz Sónia Botelho, a produtora Sara Casal e o músico Vítor Hugo Ribeiro viajaram pela Serra da Padrela em busca de testemunhos e materiais que serviram de fonte de inspiração para o espetáculo. Reunir a população em torno de um projeto artístico é algo que foge do quotidiano destas comunidades. Com esses materiais, construiu-se um espetáculo concebido para ser apresentado em espaços não convencionais de Vila Pouca de Aguiar, Valpaços, Mirandela e Alfândega da Fé.

A Direção e Dramaturgia é de Sérgio Agostinho e Noélia Domínguez e conta com as interpretações de Sónia Botelho e da música original ao vivo de Vítor Hugo Ribeiro. O Espaço Cénico é de Taveira Durão, a Iluminação e Som de Nuno Tomás e a Produção Executiva de Sara Casal. Há ainda a colaboração de Patrícia Ferreira que prestou apoio à produção.