A sessão extraordinária de Assembleia Municipal com o ponto único “Encerramento da Agência da Caixa Geral de Depósitos” foi bastante participada com pessoas oriundas em especial do norte do concelho e que encheram este equipamento municipal.

O presidente da Câmara Municipal, Alberto Machado explicou de forma exaustiva as etapas deste processo relativo à única agência bancária existente na vila termal de Pedras Salgadas.

Face à possível exclusão desta agência da rede da Caixa, a conclusão parece ir de encontro a que esta situação se resume ao argumento financeiro, pelo que a Câmara Municipal está disposta a responder ao tirar todo o dinheiro da Caixa Geral de Depósitos e, acrescentou o autarca Alberto Machado, também “tirarei o dinheiro da minha conta na Caixa”.

A concordância fez-se sentir na sala, de múltiplas formas, com moção conjunta e votada pelos deputados por unanimidade a rejeitar o encerramento da agência bancária, com intervenções convergentes em defesa da manutenção de serviços, com aplausos e apelos a novas formas de luta.

Nesta reunião foram abordados vários pontos que servem de ponderação para a continuidade do estabelecimento comercial: A Agência da Caixa Geral de Depósitos de Pedras Salgadas é a única agência bancária existente na vila de Pedras Salgadas; esta agência dá resposta direta aos habitantes residentes em sete freguesias do concelho, a saber: Bornes de Aguiar, Bragado, Capeludos de Aguiar, Pensalvos e Parada de Monteiros, Sabroso de Aguiar, Valoura e Vreia de Bornes; a agência serve diretamente 30 aglomerados urbanos; a agência serve mais de cinco mil clientes residentes, aos quais devemos considerar cumulativamente os emigrantes com raízes nestas comunidades e que nesta agência financeira têm a sua referência bancária; só na recente Zona Industrial de Sabroso de Aguiar estão já sediadas 29 empresas; na própria vila de Pedras Salgadas existem 57 estabelecimentos comerciais; das dez maiores empresas exportadoras do concelho, sete localizam-se na área de influência de Pedras Salgadas; das dez maiores empresas do concelho em número de trabalhadores, seis localizam-se na zona das Pedras Salgadas; nesta vila existe Espaço do Cidadão, Centro de Serviços Públicos, Centro Escolar desde o pré-escolar ao secundário, posto de GNR, dois lares de idosos, um centro de dia e centro escolar privado, pavilhão gimnodesportivo, posto médico, farmácia, sedes da Associação dos Industriais do Granito e de várias coletividades desportivas e culturais.