Carla Bernardo tem a habitação em risco no antigo bairro mineiro em Campo de Jales, mesmo ao lado da estrada municipal 1172-1. Além da habitação em risco visível, não se sabe se há mais habitações com respetivas áreas envolventes em perigo.

Em vários locais diferentes mas sempre na mesma zona sobre galerias da antiga exploração mineira em Campo de Jales, tem-se verificado abatimentos significativos junto à habitação e na via de comunicação. Esta segunda-feira, 26 de novembro, a Proteção Civil Municipal verificou novo aluimento e o presidente da Câmara Municipal decidiu encerrar a estrada municipal, junto ao campo de futebol em Campo de Jales.

«Ninguém sabe como está e o que pode vir a acontecer e para proteger pessoas e bens decidimos cortar a estrada», anunciou Alberto Machado no local onde falou com autarcas locais e agentes da proteção civil. O presidente do Município criticou a morosidade do Estado uma vez que, desde 2015, que a autarquia comunica ao DGEG os abatimentos que têm ocorrido não havendo diligência na solução para o problema que persiste.

O referido troço da estrada está encerrado, havendo nas imediações um percurso alternativo para o tráfego automóvel; todavia, os veículos pesados terão de circular por outros percursos a sul desta entrada norte, estrada nacional 212, para Campo de Jales.