«Estamos muito felizes de vos ter aqui!» Foi com estas palavras que a comitiva anfitriã recebeu uma pequena comitiva aguiarense para oficializar a geminação entre Vila Pouca de Aguiar e Naugatuck que foi aprovada em ambos os territórios e assinada no domingo, 29 de setembro, pelos autarcas Alberto Machado e Pete Hess.

O governante estado-unidense ofereceu a Chave da Cidade a Alberto Machado que recebeu emocionado esta distinção por ser um momento marcante na história do concelho de Vila Pouca de Aguiar. O autarca sublinhou que «é uma grande honra, não minha, mas de toda a comunidade aguiarense poder receber esta chave para abrir a porta a uma amizade profunda. Senti-me amigo, a comunidade sentiu-se amiga, e é de um enorme significado para todos os nossos emigrantes, e muitos estão nesta região, que têm sabido construir e ajudar a desenvolver a sociedade e que permite também abrir as portas a todos nós».

O presidente da Câmara, Alberto Machado, ladeado por Álvaro de Sousa que preside à Assembleia Municipal, estiveram com representantes da comunidade de Naugatuck e também com a representante do Governo Estatal, Rosa Rebimbas, a senadora democrata Harthley e o senador republicano George Logam. As comunidades estão agora unidas e a celebração contou com música tradicional portuguesa, através do rancho folclórico Recordações de Portugal, tendo sido salientado o papel de emigrantes e autarcas na divulgação da cultura portuguesa.

O mayor de Naugatuck, Pete Hess explicou o que pretende fazer na cidade mostrando mapas e projetos na envolvente do rio para criar um porto de cargas que irá reduzir bastante o transporte de mercadorias tornando mais atrativo a entrada de produtos, por exemplo o Granito, para os Estados Unidos da América e para o Canadá.

O primeiro contacto com este território foi-nos transmitido por Carlos Santos, lusodescendente de Chaves que auxilia Pete na gestão de um território que tem 36 mil pessoas, entre as quais, quase cinco mil portugueses. Tal como Vila Pouca de Aguiar, o território de Naugatuck está envolvido por montanhas e as pessoas dos territórios em geminação são gente humilde e trabalhadora. Esta geminação visa dinamizar a parceria em áreas como educação, economia, proteção civil e intercâmbios culturais.