Presidente da Câmara reuniu com direção dos Bombeiros e comandante demissionário

Após o conhecimento da demissão do Comandante dos Bombeiros, José Relvas, o presidente da Câmara Municipal, Alberto Machado convocou de imediato a direção dos Bombeiros Voluntários de Vila Pouca de Aguiar, liderada por José Eduardo Quinteiro, e o comandante demissionário, devido à possibilidade de haver instabilidade no início do período crítico de incêndios.

Alberto Machado mostrou-se surpreendido e preocupado com a situação ocorrida, mas os responsáveis envolvidos salvaguardaram a disposição dos meios, desde logo, porque a segunda comandante, Diana Silva, tem acompanhado toda a operação de planeamento na prevenção e combate aos incêndios.

Nas reuniões de 24 de junho, as pessoas envolvidas asseguraram ao presidente da Câmara – a maior autoridade da proteção civil no concelho – que o conflito entre Direção e Comandante não coloca em causa a prevenção e combate aos fogos no concelho.

VPA CUP 2019 recebe mais 16 equipas no próximo fim de semana

As equipas de sub 11 e sub 13 do Futebol Clube do Porto venceram este domingo, 23 de junho, o VPA CUP, Torneio Internacional de Futebol, nos respetivos escalões, faltando apenas decidir o campeão no escalão de sub 15 que será conhecido no próximo fim de semana (28 a 30 de junho). Ambas as equipas receberam o respetivo troféu de primeiro lugar das mãos do presidente da Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar, Alberto Machado.

Na final de sub 11 o F.C. Porto venceu o S. L. Benfica por duas bolas a uma. No terceiro lugar ficou a U.Leiria. Neste escalão, Guilherme dos Santos (Porto) foi o melhor jogador do torneio, Marco Santos (Benfica) foi o melhor marcador e os guarda-redes portistas, Santiago Ferreira e Martim Silva, foram os menos batidos.

Na final de sub 13, o Porto venceu o Vila Real pela margem mínima, 1-0, sendo um justo vencedor. Foi, de igual modo, a equipa menos batida com os guarda-redes Gonçalo Silva e André Cabeleira. O melhor marcador neste escalão foi Simão Bernardo da equipa Ericeirense, tendo esta equipa ficado em terceiro lugar, e a melhor jogadora de sub 13 foi Marta Martins da equipa Polvoreira.

As Seleções Aguiarenses de sub 11 e sub 13 ficaram em 10º e 12º lugares, respetivamente. Os clubes ficaram satisfeitos com a organização ao ponto do treinador do Belenenses Rui Silva, dizer que este é o melhor de entre as dezenas de torneios em que participámos.

Os aplausos da plateia no Complexo Desportivo Municipal foram dirigidos às 28 equipas presentes nesta primeira fase do VPA CUP 2019.

Dia do Município celebrado com gente guerreira

O presidente da Câmara, Alberto Machado condecorou no Dia do Município, 22 de junho, a Campeã Mundial de Equitação Adaptada, Nathalie Sousa com a Medalha Municipal de Mérito, Grau Ouro, seguindo-se as medalhas municipais de dedicação.

No final da sessão solene, a foto de grupo incluiu convidados de honra, designadamente os deputados à Assembleia da República, Pedro Pimentel, Manuela Tender, Francisco Rocha, José Luís Ferreira e Ascenso Simões, o Diretor Regional de Cultura, António Ponte, entre outros dirigentes e autarcas.

Logo pela manhã, o Hastear da Bandeira e a Guarda de Honra com a presença da comunidade local e da participação dos Bombeiros Voluntários, Banda do Pontido, Escuteiros de Vila Pouca de Aguiar e Pedras Salgadas.

Seguiu-se a colocação da réplica da estátua do Guerreiro de Capeludos na praça João Paulo II. Um grupo de cidadãos mobilizou-se para evocar o monumento que está no Museu Nacional de Arqueologia. No concelho, estão referenciados 13 castros. A contextualização deste momento simbólico esteve a cargo de Armando Coelho que falou numa estátua de guerreiro castreja que é uma imagem tutelar na proteção e defesa do território.

Evocando a jovem galardoada, o autarca Alberto Machado disse que vale a pena acreditar numa sociedade inclusiva, e classificou a comunidade local de gente guerreira. O diretor António Ponte referiu que o património é uma ativo na valorização do território e o cidadão Paulo Gonçalves sublinhou que a cidadania está de boa saúde em vila Pouca de Aguiar. O dia continuou com atividades desportivas e culturais.

Nathalie Sousa será agraciada com ouro no Dia do Município

A Campeã Mundial de Equitação Adaptada, Nathalie Sousa, será condecorada no Dia do Município, 22 de junho, pela Câmara Municipal que irá atribuir à atleta de Pensalvos a Medalha Municipal de Mérito, Grau Ouro.

Por se haver notabilizado no desporto com «assinaláveis benefícios para o Município», Nathalie vê reconhecido o seu mérito por se ter tornado Campeã Mundial ao garantir o ouro na modalidade de equitação com o 1º lugar da Prova English Equitation/Nível BI nos Special Olimpycs World Games Abu Dhabi. Nestes jogos arrecadou ainda um 5º lugar na prova de Working Trails/Nível BI.

A atribuição de condecorações municipais foi unânime na reunião de Câmara, a 13 de junho, em que também se inclui medalhas municipais de dedicação a funcionários da autarquia com 15, 20 e 25 anos de serviço.

As celebrações do Dia do Município – 22 de Junho – iniciarão pela manhã com a Guarda de Honra e Hastear da Bandeira, e sessão solene com as respetivas condecorações municipais. Depois, será inaugurada uma estátua do “Guerreiro de Capeludos”, tratando-se de uma réplica da peça original que se encontra no Museu Nacional de Arqueologia. Refira-se que há mais atividades por estes dias (21 a 23 de junho e 28 a 30 de junho), decorre o VPA CUP 2019, Torneio Internacional de Futebol com equipas de Portugal, Espanha, Brasil e Estados Unidos da América.

Torneio Internacional de Futebol Juvenil convoca mais de mil pessoas

São 870 atletas, entre jogadores e técnicos. As 44 equipas provêm de território português (continente e ilhas) e do estrangeiro, designadamente Espanha, Brasil e Estados Unidos da América. O torneio VPA CUP 2019 irá receber em dois fins de semana (21 a 23 de junho e 28 a 30 de junho), atletas dos escalões sub 11, sub 13 e sub 15. Haverá seleções aguiarenses que serão as anfitriãs nos diferentes escalões.

Benfica, Porto e Sporting são alguns dos clubes nacionais presentes e de fora do país as equipas Deportivo da Corunha, Lugo, AC Connecticut e Raça Sport Clube Brasil participarão em jogos em Vila Pouca de Aguiar e Pedras Salgadas.

Para além da vertente desportiva, o presidente da Câmara Municipal, Alberto Machado considera que este evento tem um grande impacto a nível turístico e económico no nosso concelho.

O início dos jogos nos estádios das duas vilas será a partir das 15h30 de 21 de junho. Neste dia, a cerimónia de abertura (21h30, complexo desportivo). No dia 22, jogos de manhã com início às 10 horas e à tarde a partir das 15h30. No dia 23, jogos desde as 10 horas e à tarde as fases finais referentes aos escalões Sub 11 e 13 (15h45, complexo desportivo), seguida de entrega de prémios.

Os atletas do escalão Sub 15 irão disputar este torneio, de 28 a 30 de junho. No primeiro dia, jogos nos estádios de Vila Pouca de Aguiar e Pedras Salgadas a partir das 15 horas. No dia seguinte, jogos de manhã com início às 10 horas e à tarde a partir das 15h00. No dia 30, jogos às 10 horas e à tarde as fases finais (15h00, complexo desportivo). A cerimónia de encerramento com entrega de prémios prevista pelas 18 horas.

Haverá animação ao longo do torneio como, por exemplo, um balão de ar quente na tarde de dia 22 de junho, feriado municipal. A capacidade hoteleira no concelho está a 100% nos dois fins de semana do torneio que mostra o melhor do futebol de formação.

Crianças dão festival de cultura

A comunidade de Vila Pouca de Aguiar assistiu a um momento sociocultural único com a realização do XIII Festival de Teatro Infantil no Cineteatro Municipal.

O mundo foi ao cineteatro. O Festival de Teatro Infantil demonstrou ser mais que um festival e não só de teatro. A diversidade cultural de povos e artes, os gestos de amor e amizade, e a simbiose intergeracional contribuíram para elevar o sentido da beleza.

Pela mão da poetisa Cecília Meireles, a Íris começou por declamar A Bailarina, interpretada pela dançarina Anita, prosseguindo com A lua foi ao cinema, poema de Paulo Leminski.

Literatura; dança; teatro. Dezenas de alunos do ensino básico integraram o elenco de quatro peças de teatro em que foi tão interessante verificar a concentração do ator e da atriz no minuto de ‘largar’ a deixa como o improviso e a desconstrução do que estava delineado; ambos arrancaram sorrisos e aplausos de uma plateia rendida às suas estrelas eternas.

As peças; A menina que sorria de Isabel Zambujal foi levada à cena pelos alunos da professora Célia, 3ºA, tendo a colaboração da docente Bernardete. Humm…Fruta, salada, alimentação variada, foi interpretada pelos alunos do 1ºA da professora Natacha. Esta peça é original da professora Berta, bem como as duas seguintes: As primaveras do nosso jardim, interpretada pelo 1ºB e Maio moço e as moçoilas da vila, levada à cena pelo 4ºB da professora Lúcia.

As crianças receberam os aplausos e a energia da plateia e, pura generosidade e sincera amizade, voltaram a retribuir em jeito de homenagem e agradecimento à Professora Berta por «todos os sorrisos e abraços que nos deu». Emocionada, agradeceu o gesto.

Seguiu-se a intervenção da vice-presidente do Município, promotor deste festival através da Biblioteca (14 de junho). Ana Rita Dias agradeceu a todos os envolvidos, mencionou as obras de melhoramento no Cineteatro, pelo que, esta foi uma festa de despedida. Este evento teve a colaboração estreita do Agrupamento de Escolas, estando presente o seu diretor, José Teixeira.

Seguiu-se a entrega de certificados com os alunos a subirem ao palco, e a apresentadora Fátima, técnica municipal, a dar as últimas orientações; duas horas antes, um miúdo crescido andava numa roda-viva entre a sala principal e os camarotes a perguntar, repetidamente: «Aí há lugar?!», sim, e venha a edição de 2020.

Autarquia obrigada a devolver meio milhão de Euros de IMI

A Câmara Municipal de Vila Pouca de Aguiar tem de devolver meio milhão de Euros, na sequência de decisão do Supremo Tribunal Administrativo.

Considerando as torres eólicas como estruturas não edificadas, a decisão do tribunal obriga as autarquias a restituir o IMI, que vai penalizar em especial o Interior de Portugal e, aqui, os territórios onde há exploração de recursos naturais.

Alberto Machado, presidente da Câmara Municipal, considera que se fosse no Litoral provavelmente haveria outra interpretação sublinhando que esta decisão vem penalizar muito os aguiarenses.

O autarca quer que seja criada legislação para compensação dos territórios onde estão a decorrer explorações de recursos naturais.

A restituição do IMI está a ser processada pela Autoridade Tributária às empresas detentoras de parques eólicos.

Vila Pouca de Aguiar e Ribeira de Pena vão instalar Unidades de Combustão de Biomassa

Os concelhos de Vila Pouca de Aguiar e Ribeira de Pena vão apostar na produção de energia limpa através de Unidades de Combustão de Biomassa.

Ter um concelho biosustentável é o objetivo de Alberto Machado, presidente da Câmara de Vila Pouca de Aguiar que se fez acompanhar do autarca de Ribeira de Pena, João Noronha, na visita à empresa francesa Enogia, líder mundial nestas pequenas centrais de biomassa.

Aqui é aplicado o sistema ORC (Organic Ronkine Cycle) que aproveita os desperdícios florestais e através da estilha no processo de combustão é gerado calor e energia com zero emissões, e com uma turbina mais eficiente, aproveita-se melhor o calor aumentando a produção de energia limpa.

Os autarcas garantiram que já neste próximo ano investidores suecos apliquem cerca de dois milhões de euros na instalação de duas Unidades de Combustão de Biomassa.

Além da produção de calor e venda de energia elétrica, estas centrais permitirão, segundo Alberto Machado, fechar o ciclo de gestão florestal uma vez que ainda não há solução para resíduos lenhosos. Desta forma, há uma gestão de combustíveis e temos um concelho no caminho da sustentabilidade ambiental.

Autarquia opõe-se ao abate de árvores em mata modelo

O Município está contra o derrube de algumas árvores que se verificou na mata de pseudotsugas, localizada nas áreas envolventes às Estradas Nacionais 2, 206 e 212.

Localizada na encosta nascente de Vila Pouca de Aguiar, a mata de pseudotsugas é considerada modelo na gestão florestal onde não há memória recente de ali terem decorrido incêndios.

Para Alberto Machado, presidente do Município Aguiarense, a mata não apresenta riscos de incêndio pelo que a legislação existente não pode ser encarada de forma cega.

Tendo as autoridades sido notificadas para fazer cumprir as medidas de gestão de faixas de combustível, a referida mata não apresenta resinosas nem vegetação arbustiva que, na sua maioria, são causadoras de incêndios florestais.

Refira-se ainda que a Comissão Municipal de Defesa da floresta Contra Incêndios aprovou por unanimidade o regime de exceção e, por conseguinte, alterar o Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios para evitar a aplicação da faixa de gestão de combustíveis com a execução do corte de árvores nos troços da EN2, EN206 e EN212 que atravessam os povoamentos adultos de Pseudotsuga mensiesi que se encontram dentro da Mata Modelo do PROF – Programa Regional de Ordenamento Florestal de Trás-os-Montes.

Passeio Agroturístico com tratores junta uma centena de participantes

Uma centena de participantes no 1º Passeio Agroturístico com tratores a partir de Vila Pouca de Aguiar cumpriu um percurso do vale à montanha que incluiu Cidadelha de Aguiar, Reborcohão, Pedras Salgadas, Tinhela de Cima, Balugas, Lagoa, Sevivas e Vilarelho.

Promovido pelo Grupo Desportivo e Cultural de Vilarelho, as boas-vindas neste encontro de convívio, a de junho, foram dadas por Manuel Chaves que relevou o facto de ver tanta gente ligada à agricultura. De seguida, José Armindo Gomes, técnico da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte, deu alguns esclarecimentos de como operar em segurança, cuidados a ter para evitar os reviramentos e os riscos que daí decorrem e a importância da utilização da estrutura de segurança ativa ou a melhor forma do tratorista abordar os declives.

O autarca e também agricultor Alberto Machado subiu ao trator. Os tratoristas começaram a perfilar-se. A GNR tomou a dianteira do desfile das máquinas agrícolas, desde logo pelo centro de Vila Pouca de Aguiar.

Homens e mulheres a conduzirem os mais variados tratores, alguns dos quais apontando para os prémios relativos à potência, antiguidade e decoração criativa.