«Foi por ti, foi por mim…», lembravam, apontando, as mulheres e homens que assistiram de perto à crucificação de Jesus Cristo, evocando a Paixão.

Na Sexta-feira Santa, 19 de abril, centenas de pessoas assistiram aos últimos momentos da vida de Cristo, representado por Pedro Vasconcelos.

Na plateia, a observar, a refletir e a interiorizar. O pároco António Paulo, o presidente da Câmara, Alberto Machado e o presidente da Assembleia Municipal, Álvaro de Sousa estiveram entre os presentes neste novo espaço que teve neste ato uma pré-estreia do que pode vir a ser na dinâmica sociocultural da comunidade local.

Com mais de meia centena de participantes com coordenação de Marco Aurélio, do Orfeão Terras de Aguiar, assistiu-se a uma representação condigna numa noite bela e contemplativa.