As comemorações do 20º aniversário da elevação de Pedras Salgadas a vila incluíram intervenções de representantes dos órgãos autárquicos que apontaram para uma estratégia de futuro para a vila termal, e seguiu-se uma curta caminhada pela Avenida Lopes de Oliveira (entre o Centro de Serviços Públicos onde funciona a Junta de Freguesia e o antigo edifício dos correios onde funciona agora o banco Montepio) que serviu em boa parte para confraternizar com a comunidade local.

Alberto Machado, presidente da Câmara Municipal recordou que para potencializar este território, os autarcas tiveram a visão de elevar Pedras Salgadas a vila; e agora há uma fase de desenvolvimento, baseada num planeamento mensurável e materializado degrau a degrau. Na plateia, vimos munícipes que contribuíram para a elevação a vila, autarcas, representantes de entidades públicas e privadas.

Álvaro de Sousa, presidente da Assembleia Municipal sublinhou a esperança no futuro de Pedras Salgadas e Rogério Martins, presidente da Junta de Freguesia de Bornes de Aguiar, relevou que não podemos estar confinados a uma simples atitude de festejo, lembrando o passado grandioso, dando exemplos do presente e abrindo perspetivas para o futuro.

Neste dia, 30 de junho, a Iberdrola associou-se à celebração deste importante dia para Pedras Salgadas com o apoio à associação de amigos que promoveu a II Caminhada da Rota da Água Termal, que decorreu durante a manhã e deu início ao programa de comemorações. O passeio equestre com mais de cem pessoas, e cerca de setenta cavalos, iniciou a meio da manhã a partir do parque das Romanas, organizado pelo conselho diretivo de Vilarelho, com o apoio do Município, estando presente o vereador Arlindo Ribeiro e o autarca da Freguesia, Rogério Martins. Durante o dia, assistiu-se ainda a uma arruada pela fanfarra dos Bombeiros Voluntários, visita às novas instalações da agência bancária, convívio com cantares dos grupos Acrepes e Aguavelames e, à noite, concerto pela Banda do Pontido.